Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade

urucumacuãn


Publicado em: 12/04/2017 13:38 | Fonte/Agência: AICOM | Autor: AICOM

 

 


   UM TESOURO DESPREZADO PELOS PIMENTENSES

          Um século antes de Candido Mariano da Silva Rondon, nascer, essas paragens onde hoje é Pimenta Bueno, já era conhecida e famosa na sede e no restante do império brasileiro, se não fisicamente,  mas na imaginação fértil do povo daquela época. Onde suas estórias trazia um misto de medo e aguçava a curiosidade de muitos aventureiros em busca de aventura e porque não dizer, riquezas.

          Era Urucumacuã. Que segundo muitos sertanistas existia exatamente nesses rincões, que só bem depois Rondon viria fundar uma cidade e desvendar as verdades dessa lenda que enriquecia a imaginação, inclusive dos autos escalões do governo de então. Urucum, semente que dá origem a um indispensável condimento, famoso por sua cor brasa viva e, macuam uma vibrante ave de cântico estridente, forma o nome mais famoso do século XVlll, URUCUMACUÃ, pássaro de fogo.

          Conta a lenda que por aqui havia uma famosa mina de ouro e diamantes, infindável jazida preciosa de valor incalculável, capaz de produzir riqueza que transformaria o Brasil em um dos mais ricos pais do mundo. Porém se encontrava em lugar intransponível e de extrema dificuldade de localização. Além disso era lugar misterioso, guardado por um gigantesco pássaro vermelho. O Urucumacuã.

          Se algum intrépido aventureiro conseguisse vencer toda sorte de obstáculos e por aqui conseguisse chegar, primeiro avistaria uma linda mulher, nua, sem nenhum adorno e quase fantasma que gentilmente conduziria o sortudo a entrada triunfal da mina onde depararia com uma enorme quantidade de ouro e pedras preciosas, a flor da terra, ao alcance das mãos. Enquanto o recém- afortunado imaginaria um jeito de conduzir tanta riqueza, a paz aparente se transformava em uma imensa fornalha que consumia toda mata em volta, alegria e  satisfação ia dando lugar ao desespero com a iminente morte próxima e o jeito era correr de pavor, enquanto Urucumacuã surgia das sombras e terminava o serviço. Depois  paz e  tranquilidade voltava a reinar, neste misto de floresta e serrado.

       Era tão forte essa estória-lenda que quando o  oficial do exército brasileira Candido Rondon veio implantar as famosas linhas telegráficas, que originou inúmeras cidades, inclusive Pimenta Bueno, realizou uma missão exclusiva com geólogos e outros profissionais com a determinação de localizar as famosas minas de Urucumacuã. Conta em seus registros que mesmo a equipe sofrendo um acidente no rio Machado, na época rio Ji-Paraná, perambulou por essas paragens e ao chegar na cabeceira do rio Da Dúvida, hoje rio Roosevelt, teria fixado uma placa escrita: É aqui a mina de Urucumacuã.

-PATRIMÔNIO IMATERIAL DE PIMENTA BUENO

 


Leia também

Secretaria da Saúde

TESTE SELETIVO SIMPLIFICADO DA SECRETARIA DE SAÚDE 02/2017

12/04/2017 13:38

Assessoria de Comunicação

SEMOSP REALIZA OBRAS NO BAIRRO NOVA PIMENTA

12/04/2017 13:38

Assessoria de Comunicação

AVISO IMPORTANTE

12/04/2017 13:38

Assessoria de Comunicação

FOOD TRUCK EM PIMENTA BUENO

12/04/2017 13:38